A caminho da lenda…

eusébio

Sabes, a mais pequena coisa pode mudar a tua vida. Num ápice, qualquer coisa acontece por acaso, inesperadamente, e lança-te numa rota que nunca traçaste, num futuro que nunca imaginaras. Onde te levará? Esse é o percurso das nossas vidas, a busca pelo “Santo Graal”!

Todos nós sabemos o teu nome… inteiro… é daquelas coisas que provam como um homem pode fazer a diferença. Nasceste em Moçambique, costumavas faltar às aulas para jogar descalço futebol com os teus amigos em campos improvisados com bolas de pano. Partiste em direcção a Portugal com  apenas 17 anos e já levavas contigo, além de uma pequena mala, a aura de génio que virias a ser, foste disputado por Benfica e Sporting assim que puseste o pé fora do avião, já em território português! Assinarias pelo Benfica, graças aos deuses, ajudando a colocar o Benfica num patamar de nível mundial. Quando algum dos nossos filhos ou netos nos perguntar: “Porque é que tanta gente gosta do Benfica se o Porto ganha quase sempre?” dir-lhes-ei isto: ” filho, é porque Eusébio jogou pelo Benfica e nesses anos o Benfica foi o melhor clube do mundo.” E se me perguntar porque é que Eusébio foi tão importante, digo-lhe que os grandes jogadores de futebol são aqueles que aparecem nos momentos grandes, nos momentos em que a equipe mais precisa deles. Foste um desses jogadores. Falarei  como derrotaste o super brasil de pelé ou como levaste a selecção e o Benfica aos pícaros do mundo através dos golos que, domingo após domingo, levantavam os estádios por onde passavas.

Foi um acordar triste. Fomos todos apanhados desprevenidos com a notícia da tua morte, agora sabemos o que sentiam os guarda-redes adversários quando viam a bola anichar-se nas redes das suas balizas.  Há mortes que sentimos mais que outras, no que me toca, tirando o choque inicial não creio que seja uma morte triste. Foste brindado com uma boa vida passado os tempos do futebol, viveste a tua juventude como poucos o podiam, naquela altura. Foste homenageado, em vida, pelo teu clube do coração, com uma estátua em frente ao antigo estádio da luz onde tantas alegrias deste aos benfiquistas e viste uma competição ser criada em teu nome. Então e a selecção?

Com a ajuda do wikipédia digo-te o seguinte, fizeste 41 golos em 64 jogos enquanto que no Benfica fizeste 638 golos em 614 jogos. No total da tua carreira fizeste 766 golos. Mas isso já sabias, nunca te vi jogar, com muita pena mas vi-te em imagens que nos foram disponibilizando ao longo do tempo. Mas não posso dizer que te vi jogar ao vivo, isso sim, teria sido algo.

Se tivesse tido a oportunidade de me despedir de ti, de te dar o meu adeus, em vida, dir-te-ia que foste, e continuarás a ser, um herói de gerações. Que todos iremos sentir a tua falta, que morres como homem mas não morres como lenda…. Mas o bom que têm as lendas é que, mesmo depois da morte física,  a sua luz perdura ao longo dos tempos e a tua, “Pantera Negra”, nunca se apagará.

Toda a gente tem o seu destino, nem todos escolhem segui-lo. Eusébio da Silva Ferreira fê-lo…

Boa noite!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s